</2022>

E 2022 vai chegando ao fim... que ano intenso! Um ano de grandes conquistas pessoais e profissionais e que passei se adaptando as circunstâncias do jeito que dava, tanto que agora no fim do ano tive que de fato fazer uma recapitulação para escrever esse post.

A principal realização esse ano foi começar a morar sozinho na minha "casa" nova. Foi a realização de um sonho que já batalhava há alguns anos, e mesmo já morando sozinho há alguns meses, às vezes me pergunto se isso realmente está acontecendo. Está sendo uma experiência maravilhosa, e você pode acompanhar por aqui: @apedojowzito

Estruturação de uma área de UX/UI na empresa

No profissional, a migração consolidada para UI vem cada vez mais trazendo desafios que fazem parte da jornada. Junto à isso, estou participando da estruturação de uma área de UX/UI na empresa que faço parte, buscando trazer uma cultura de Design Thinking para uma empresa que ainda está absorvendo esse modo de pensar seus produtos. Já tivemos grandes vitórias nesse sentido e a adoção dessa cultura está sendo bastante satisfatória, mesmo com algumas especificidades comuns em empresas não tão maduras nesse aspecto.

O que me deixa bem tranquilo nesse desafio, é trabalhar com pessoas FODAS como o Renan Bonin e a Mariana Bassani, que fazem parte dessa nova área dentro da empresa, e do Felipe Alecrim e Eduardo Junque que sempre estão disponíveis para compartilhar experiências já vividas por eles nesse processo de criação de uma cultura nova na empresa.

Ainda sobre este assunto, estou trabalhando de forma bastante ativa com UX Research. Mesmo que isso não faça parte do escopo de um UI Designer, estou adorando essa jornada... Pesquisas e mais pesquisas, levantamento de hipóteses e validação através de dados estão me dando um contexto sobre User Experience que será bastante útil em próximos desafios.

Por fim, neste ano escrevi o dobro de posts do ano passado (não que fosse difícil), mas já termino o ano com um sentimento positivo sobre isso, trazendo uma meta de aumentar a frequência no próximo ano.

Livros, músicas e afins

O pior ano literário da minha vida com apenas um livro finalizado 😬. Esse ano consumi muito mais conteúdo através de vídeos e podcasts, a meta no ano que vem é melhorar isso.

De música também foi um ano atípico, escutei muito menos do que os anos anteriores, mas, voltei a ir em shows da melhor forma possível: Arctic Monkeys e Interpol na mesma noite, no Rio de Janeiro.

E 2023?

Terminei 2022 com o início da conclusão de uma grande meta: Fazer uma Pós-graduação. Há algum tempo procurava algo focado em Design, mas que não fosse focado apenas em interface, e que fosse amplo o suficiente para eu absorver conhecimento de outras áreas do Design para aplicar nas minhas interfaces. E após bastante procura, acho que encontrei o ideal: Design Emocional na Belas Artes. Estou muuuuuuito motivado para começar e espero trazer bastante informação positiva no resumo do ano que vem 😎

Workshop de Front-end

Assistindo algumas aulas de UI, tive um insight de como posso enriquecer uma cultura de Front-end dentro da empresa que trabalho, através de um workshop bem prático, onde pretendo trazer desde alguns macetes na diagramação de uma interface, até experiências vividas nessa carreira que julgo ser bastante interessante pro mercado que estamos.

Escrever mais conteúdo

Espero no próximo ano juntar algumas metas, como: escrever mais posts aqui no blog, contando experiências vividas nesse processo de criação de uma cultura de Design Thinking dentro da empresa que estou, aprendizados da Pós-graduação, e também, enriquecer meu portfólio com projetos desenvolvidos durante um ano. Sinto que participei de vários projetos interessantes, mas não acabo documentando o processo e o resultado em nenhum lugar 😶

Para além disso, se for possível combinar algumas viagens nesse meio tempo ficarei bastante satisfeito... 😏

No mais, feliz 2023!